Atendimento

Quer comprar na Trelicamp? Solicite sua cotação agora mesmo através da nossa Central do Cliente, ou ligue-no, um de nossos atendentes aguarda por você!

Atendimento
Location
Jacutinga, MG, 37590-000 P96R+GP Jacutinga, MG
Phone
+55 35 3042-0299
+55 19 99719-8923
Email
Solicite sua cotação! cotacao@trelicamp.com.br

TreliBlog

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI9Q0N5-FILEDIMAGE.jpg

Indústria do aço no Brasil deve crescer 2,7% em 2022, projeta associação

Indústria do aço no Brasil deve crescer 2,7% em 2022, projeta associação

Avanço é puxado pela recuperação do setor automotivo, que cresceu 32% no terceiro trimestre deste ano, segundo o relatório da Associação Latino-Americana do Aço

O setor de aço brasileiro deve crescer 2,7% em 2022 em comparação com o ano anterior. A projeção consta no relatório da Associação Latino-Americana do Aço (Alacero), divulgado na noite desta quinta-feira (17), durante a conferência anual promovida pela entidade. A expectativa é que a indústria também avance em 2023, com uma alta de 0,6%.

Neste ano, a produção de aço brasileira é impulsionada pela recuperação do setor automotivo, que cresceu 32% no terceiro trimestre deste ano, segundo o relatório da Alacero, após um primeiro semestre difícil por conta da falta de peças. Neste ano, a alta do segmento foi de 6,3%.

Já a construção civil teve uma retração de 5,7% de junho a agosto, impactada pela alta nos juros e, consequentemente, a dificuldade no financiamento dos imóveis.

Atualmente, a taxa Selic no Brasil está em 13,75% ao ano. No entanto, aponta a Alacero, a expectativa a médio prazo é de retomada, com mais investimentos devido a uma inflação mais estável.

Para o segmento de maquinário mecânico, que acumula queda de 3,2% neste ano, a previsão é de avanço futuro na demanda devido à possível safra recorde esperada no próximo ano.

Se no Brasil os números sugerem avanço, a Associação Latino-Americana do Aço modera as projeções para o continente devido à inflação global, a crise energética na Europa e a guerra na Ucrânia.

“O mundo inteiro vive um processo inflacionário sem precedentes, amplamente destruído entre todos os países, isso enfraquece o movimento de exportação”, analisou Alejandro Wagner, diretor-executivo da entidade.

Fonte: https://www.cnnbrasil.com.br/economia/industria-do-aco-no-brasil-deve-crescer-27-em-2022-projeta-associacao/

Leave a Comment